De Segunda a Sexta, 300 palavras por dia.

21
Ago 08

As celas não foram desenhadas para serem confortáveis, cada segundo que o prisioneiro lá passa deve sentir-se incomodado. Algum motivo o levou para lá, seja este motivo justo ou injusto, e a vida naquela cela vai ser a sua punição. Por vezes são criadas algumas experiências sociais para promover a inserção dessas pessoas após o cumprimento daquela pena.

Em quatro celas, escolhidas aleatoriamente, foi dada a possibilidade ao seu habitante de escreverem um blogue. Teriam que escrever apenas 300 palavras por semana, muito simples. Não foi tudo explicado mas na altura pareceu uma ocupação interessante dentro daquelas quatro paredes.

O segundo dia amanheceu sorridente, Jorge escrevia calmamente na sua nova casa. A sua imaginação foi interrompida por uma entrada bruta de duas mulheres vestidas de cabedal preto. A reacção inicial de Jorge foi sorrir mas quando o seu braço esquerdo foi torcido e o seu dedo indicador partido percebeu que a situação era bem mais grave:

- O Luís quer que escrevas mais rápido. Ah já agora faz a barba que ele vai jantar convosco.

Luís era o director da prisão, um tipo enlouquecido pelos longos anos de leitura de comics e um tirano de longa data.

Ao jantar lá estava ele, o tirano. Fato e gravata, bons modos, uma posição na vida que lhe permitia levar os seus interesses até ao fim. Na mesa estavam outras três pessoas em mau estado como eu, duas mulheres e um homem. Ele foi curto e grosso:

- O vosso coiro pertence-me, vocês fazem o que eu disser. E eu quero que este projecto ande com uma boa velocidade, cada vez que se mostrarem molengões levam nos ossos.

Ainda hoje lá estão os quatro a escrever, vigiados pelo tirano Luís, lá estão a redigir as 300 palavras por semana. Se souberem mais informações sobre esta situação denunciem-na.

publicado às 00:01
Autoria::

comentário:
É verdade.
É um tirano esse Luís!!!!

Francesca Cortez a 21 de Agosto de 2008 às 23:09

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO