De Segunda a Sexta, 300 palavras por dia.

02
Mar 09

Deitada na cama, debaixo de dois edredãos de penas, treme incontrolavelmente de frio. Foi buscar o saco cama polar, enfia-se nele e tapa-se novamente com os edredãos.

Mas o frio não passa.

O frio não passa nem o sono chega.

Dá voltas e mais voltas na cama à espera que o sono retemperador das forças chegue, mesmo que o frio não passe. Mas sabe de cor que, enquanto não aquecer, enquanto o frio não passar, o sono não chegará e o sonho não embalará a sua vida monocromática.

Um pensamento assola-lhe a mente:

- Não há pior solidão do que ter frio na cama e ninguém ao nosso lado para nos aquecer…

Com este pensamento a queimar-lhe as entranhas, desperta completamente e entra numa espiral sem fim: está só, tem frio, não tem sono, por isso não adormecerá e desconsoladamente, não irá sonhar… o frio aumenta… o sono demora…

Para cortar com este ciclo sem fim, foi buscar Maricata, a sua gata pachorrenta, a fim de tentar aquecer ligeiramente e, enfim, adormecer. Dentro dos lençóis, suga-lhe um pouco do calor animal e sente-se menos desconfortável.

Com a gata enroscada a si e a ronronar de prazer, apenas a parte do seu corpo em contacto com Maricata aquece.

O frio que não passa, o sono que não chega, o sonho que não embala, a solidão que acorda e, agora, a dor que começa a magoar.

A dor da solidão. Sem força, Alice começa a chorar. No início, apenas as lágrimas escorrem da face para a almofada, deixando um rastro quente e salgado. Depois, começa a gemer baixinho. E, então, chora, chora, chora.

Exausta, o sono almejado chega, a solidão adormece, o sonho aquece-a e a dor apaga-se, apenas para recomeçar, outra vez, na noite seguinte!

publicado às 00:01

comentário:
Fantástico .
Inspirou-se na sua aluna favorita para escrever foi ?! ;)
Sensações (e não sentimentos, porque nós sentimos que não temos sono ! Temos apenas a sensação de não termos sono, uma vez que o passarito da alma anda doido a arrumar gavetas, a abrir e a fechar, a fechar e a abrir, a provocar sensações, desagradáveis , neste caso: a sensação de frio, a sensação de solido, e depois provoca-se o sentimento, a dor, acompanhada do choro).
Como eu conheço as sensaçoes , meu passáro da alma anda falido, e entao arranjou um trabalho nocturno (de arrumador de gavetas), para ultrapassar a crise dos tempos de hoje! ahahah
;)
Well done , repito, fantástico, todos eles !
Ines a 2 de Março de 2009 às 19:21

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO