De Segunda a Sexta, 300 palavras por dia.

14
Ago 08

Era o Ricardo Coração de Leão do bairro dele, vestia uma armadura de ganga e algodão colorido, um escudo almofadado e uma espada de plástico. O seu elmo era Rayban. Um herói para a mãe e avó, um palhaço para a miúda dos seus sonhos. De manhã acordava sem resmungar, adormecia com os livros da escola nos braços e mantinha a promessa de os ler um dia destes.

Na adolescência lia Jack Kerouac, era um rebelde incompreendido, um guerreiro solitário a carregar o peso do mundo; mantinha uns 5 amigos próximos e quando foi obrigado a escolher uma carreira ficou bem indeciso. Veterinário ou Protector do Graal?

Obviamente escolheu a segunda, visto que não tinha média para entrar para medicina veterinária. Devorou todos os livros que falavam sobre o Graal, os sérios e não os que chegavam às livrarias. Contactou com membros dos templários, desenhou um plano de investigação detalhado e não chegou a lado nenhum. Meteu-se então na lista do centro de emprego e conseguiu arranjar um trabalho que não o agradava mas pagava contas.

Na sua essência era um campeão do Graal e quando chegava tarde a casa, arranjava disposição para continuar a sua investigação. Foi fazendo amigos com o mesmo interesse e reuniram-se sempre em mesas redondas. Inspiraram-se uns aos outros e foram homens de sucesso, no sentido em que conseguiram viver de acordo com ideias mais elevados. Isso não os impediu de vencerem socialmente, antes pelo contrário, demonstraram sempre um espírito vencedor. E fizeram algo extremamente importante, motivaram muitas pessoas.

Muitos anos depois do seu nascimento, passou a viver num lar, antes de morrer disse algo com uma grande alegria: “não consegui encontrar o graal, mas recriei-o dentro de mim e sinto que cheguei ao fim da minha jornada”. No dia a seguir começou uma nova jornada…

publicado às 00:01
Autoria::

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO