De Segunda a Sexta, 300 palavras por dia.

18
Mar 09

Assim que saiu do carro, decidi que ela tinha que ser minha.
Quando a Sara me falava da amiga, eu presumia sempre que ela estivesse a exagerar, mas não. A Teresa era exactamente o tipo de mulher que me agradava. Rosto elegante, sorriso caloroso, mamas grandes mas não demais, pernas que nunca mais acabavam... Fiquei agarrado.
Estava decidido a conquistá-la, por isso entrei logo em modo de "jogo". Fiz por falar com voz mais profunda. Ela não pareceu notar.
Cumprimentei-a com um beijo no rosto, delicado mas másculo. Senti-a retrair-se, apesar do sorriso.
A coisa não estava a correr bem.
Normalmente, gosto de deixar as coisas correr de maneira mais natural, mas eu queria-a demasiado. Optei por usar todas as artimanhas que tinha aprendido com os melhores. Um pouco de "convencido mas divertido" aqui, alguma progressão planeada de contacto fisico ali, com uma pitada de "és toda boa, mas estou só a brincar, não penses que estou a babar-me". E aí, senti que a noite estava a melhorar.
Claro que fiquei um pouco aflito quando reparei que o dinheiro que trazia não chegava para pagar as bebidas. Mas ainda consegui pagar as primeiras duas cervejas de cada um, e fiz a última render. Ela não reparou.
O ambiente foi aquecendo. Acabei por perder a cabeça, e beijá-la antes do tempo, e de forma pouco controlada. Temi ter estragado tudo, mas felizmente, ela entregou-se ao momento.
Fomos para minha casa. Arrancámos a roupa, atirámo-nos para a cama, e aí sim, fiz o que devia. Fiz-lhe sexo oral, recorrendo deliberadamente a todas as minhas técnicas mais eficazes. E como ela adorou! É verdade que, com a falta de espontaneidade, não me excitei muito. Mas correu tudo bem na mesma.
O que interessa é que ela é fantástica, e acho que isto pode ser sério.
Mas espero que não descubra que aprendi tudo num livro.

publicado às 00:01
Autoria::

5 comentários:
Gostei muito do texto, fez-me lembrar um Miguel Esteves Cardoso. Devo confessar que já não gostei tanto a partir do "Fiz-lhe sexo oral,", não gostei dessa frase.

Fiz-lhe sexo oral parece demasiado artificial, demasiado educado para o tom do resto do texto.
dottoratoamilano a 19 de Março de 2009 às 14:33

Bem visto. Oh well...

"Fiz-lhe um vestidinho de cuspo" :P

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO