De Segunda a Sexta, 300 palavras por dia.

24
Set 08

O bando de pombos estava a dois metros de Ricardo, e como era costume, ele permitiu-se um daqueles prazeres simples que não fazem mal a ninguém, e correu para eles, obrigando-os a fugir.
Os pombos voavam cada vez mais alto, quando um deles sentiu um aperto na barriga, defecando com a naturalidade costumeira.
Os dejectos cairam no visor do capacete de um homem de mota, que por um segundo se desconcentrou, não vendo o cão que naquele momento, decidira atravessar a estrada. Quando o viu, desviou-se repentinamente, e acabou por se despistar.
A mota ainda andou alguns metros, descontrolada.
O cão fugiu a toda a velocidade, sem saber em que direcção ia. Passou por Ricardo, tão depressa que este tropeçou, e caíu de cara no chão. Levantou-se a sangrar do nariz, e dirigiu-se ao posto médico mais próximo.
O cão acabou por se abrigar no canto de uma paragem de autocarros, encolhido e a ganir.
A mota finalmente parou, enfiando-se na porta de um carro estacionado perto da paragem.
O dono da mota, ileso, decidiu aguardar que chegasse o proprietário do carro danificado. Este não demorou a chegar, possivelmente alertado por alguém. Chocado, discutiu com o dono da mota, apesar deste assumir todas as responsabilidades.
O cão, ainda assustado, decidiu voltar para casa, e avançou devagarinho, passando pelos dois homens a discutir. No calor do momento, o dono do carro deu um passo atrás, e pisou o rabo do cão, que reagiu mordendo violentamente o braço do homem, e fugindo de seguida. O dono do carro acabou por ir ao posto médico, onde por pouco não se encontrou com Ricardo.
Mais tarde, de paciência esgotada, o dono do carro acabou por se irritar com os mais pequenos erros nos testes dos seus alunos, dando mais negativas do que normalmente.
Uma das negativas, claro, foi a de Ricardo.

publicado às 00:01
Autoria::

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO